Translate

terça-feira, 4 de abril de 2017

ACIDENTE FATAL EM TERRAS DE CLODOVIL HERNANDES

Ocorreu, há mais de um mês, um acidente fatal
 que vitimou um motorista de caminhão. Segundo
informações que obtive primeiramente, o motorista
realizava o transporte de terra e plantas cortadas
oriundas da reabertura de uma rua nas proximidades
da casa de Clodovil Hernandes em Ubatuba. Essa
 rua havia sido fechada e anexada por Clodovil à sua 
propriedade, passando a ser uma extensão de seu
jardim. A rua reaberta voltou a dar acesso a uma 
outra residência, a qual já possui uma outra
passagem. Segundo informações, motorista 
chamado Nelito, de grande experiência,  no último 
dia de três dias de trabalho, em sua última viagem,
 morreu esmagado pelo próprio caminhão nesse 
trágico acidente.



Dei um google procurando alguma notícia a respeito
 desse acidente e deparei-me com essa notícia
veiculada pela G1 do Vale Paraíba e região. Porém 
a notícia não é bem detalhada, nem o nome da vítima
 é mencionado. E o endereço citado, bairro Prumirim,
 não está correto, pois a região de Prumirim se encontra 
um pouco antes da praia do Léo, onde, logo acima,
 localiza-se a casa do Clodovil.

Busquei mais informações sobre o acidente com
moradores de Ubatuba, tive uma outra versão do
ocorrido. Segundo um morador das proximidades,
o motorista subia a rua ingrime em direção à casa
do Clodovil, porém o caminhão não estava 
conseguindo mais subir. O motorista desceu para 
calçar o veículo, quando esse perdeu o freio e 
passou por cima do motorista. Fica aqui, então,
esse dois relatos de um mesmo fato. E em caso
de informações futuras, uma possível conclusão
 sobre a verdade desse fato será acrescentada a
essa postagem.

Danian Dare.

PS.:  Reabriam uma rua em área de preservação
 ambiental, removendo terra e plantas, o que
 parece não constituir crime ambiental pelo qual 
o Clodovil foi acusado e condenado. Entenda-se 
que a abertura de uma rua deixa o solo exposto e
 sujeito a erosão. Além do que, sem uma 
pavimentação, o mato, com o tempo,volta a
crescer e ocupar a área desmatada , tornando
 o trabalho e gastos desnecessários e perdidos.